O QUE É O CRISTAL DEVASTADOR?

Crédito fotográfico: istock.com/Lou Oats

O cristal devastador é outro nome para metanfetamina em cristal. É só uma forma da droga metanfetamina.

Metanfetamina é uma droga branca cristalina que as pessoas tomam ao “snifar” (inalanar através do nariz), fumar ou injectar com uma agulha. Algumas pessoas até as consomem oralmente, mas todas desenvolvem um grande desejo para continuar a consumi–las, pois a droga cria um falso sentido de felicidade e bem–estar – um turbilhão (forte sentimento) de confiança, hiperactividade e energia. Uma pessoa experimenta também diminuição de apetite. Os efeitos desta droga geralmente duram cerca de 6 a 8 horas, mas podem durar mais de 24 horas.

A primeira experiência pode envolver algum prazer, mas desde o início que a metanfetamina começa a destruir as vidas das pessoas.

Consumidora de metanfetamina em 2002
… e 2 anos e meio depois

O que é a Metanfetamina?

A metanfetamina é uma droga ilegal da mesma classe que a cocaína e outras drogas poderosas, de rua. Tem muitas designações – rebite, cristina, bola, speed ou meth sendo os mais comuns. (Veja a lista dos nomes de rua.)

O cristal devastador é usado por indivíduos de todas as idades, mas é mais frequentemente usado como uma “droga de clube”, tomada enquanto se festeja em clubes noturnos ou em festas “rave”. Os nomes de rua mais conhecidos são gelo ou cristal.

É um químico perigoso e potente, e, como todas as drogas, um veneno que age primeiro como um estimulante, mas que depois começa a destruir sistematicamente o corpo. Desta forma é associada com sérias condições de saúde, incluindo perda de memória, agressão, comportamento psicótico, potenciais danos coronários e cerebrais.

Altamente viciante, a metanfetamina queima os recursos do corpo, criando uma dependência devastadora que só pode ser aliviada por tomar mais da droga.

O efeito do cristal devastador é altamente concentrado, e muitos consumidores relatam terem ficado viciados desde a primeira vez que a consumiram.

“Experimentei uma vez e BOOM! Estava viciado”, disse um dependente de metanfetamina que perdeu a sua família, amigos, a sua profissão enquanto músico e acabou como um sem abrigo.

Consequentemente, é uma das toxicodependências mais difíceis de tratar e muitos morrem nas suas garras.

“Comecei a usar cristal quando estava na escola secundária. Antes do meu primeiro semestre da faculdade terminar, a metanfetamina tornou–se um grande problema e eu tive de sair. Parecia que eu tinha sarampo, proveniente de ficar a olhar–me ao espelho e me mordiscar. Passava todo o meu tempo a fazer o cristal ou a tentar consegui–lo.”
– Anne Marie